Quem sou eu

Minha foto
Aparecida de Goiânia, Goiás, Brazil
Escritor, poeta, membro da ACADEMIA APARECIDENSE DE LETRAS e UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES EM GOIÁS.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

2ª BIENAL DO LIVRO DE GOIÁS

SOB O SIGNO DE EROS, meu último livro de poemas, estará a venda no Stand da RF Editora durante a 2ª BIENAL DO LIVRO de Goiás, que acontecerá do dia 29 de abril a 03 de maio/2009, no Centro de Cultura e Convenções. Divulge. Prestigie.

TEXTURA DAS SALIÊNCIAS




Em tarde de sábado qualquer,
Enquanto o sol de verão reverbera luz
E calor sobre Goiânia,
Cidade de deusas,
No frenesi dos Shoppings,
Exércitos de filhas de Eva
Exibem juventude, beleza e alegria.

Sentado no banquinho da reflexão,
Em pétreo silêncio e
Fumegante expresso na mão,
Eu, um arremedo de “O pensador” de Rodin,
Leio e releio em lycras, suplex e cottons
A textura das Saliências, sob torpor de élan.

Nesta postura oficial de voyeur em exercício,
Conjugo todos os modos do verbo “maravilhar”,
Assistindo um onírico desfile de detalhes.

Pênseis piercings em umbigos esculpidos
Indicam a direção das deltaicas fronteiras.
Calças supercoladas ao corpo
E seus coses baixíssimos,
Por milímetro, não revelam pêlos fugitivos
Das minúsculas folhas de parreira.
Neste vespertino vernissage em pleno Shopping,
Quedo-me absorto
Contemplando triângulos intumescidos
No edênico oásis de delícias.
Extasiado, folheio com os olhos
O mostruário tridimensional
- vulvas desenhadas em alto relevo –
Nas têxteis superfícies coloridas.

Maravilhosamente lindas
E alheias à minha paradoxal,
Silente e deliciosa agonia
As filhas da p...rimeira mulher
Riem de tudo, na efervescência do nada.

No banquinho da agônica e solitária te(n)são,
Entre goles e café e infértil reflexão,
Rumino a pergunta, indeletável, que trava trilhas
Em meu hardware imaginário:

Que intenções dirigem as femininas mãos
No instante ritualístico da escolha do vestuário?

BASTOS, Almáquio. Sob o Signo de Eros, p. 34

Foto ilustrativa capturada da internet http://bigbuild.wordpress.com/2009/04/08/short-term-goals/

domingo, 26 de abril de 2009

ACADEMIA APARECIDENSE DE LETRAS

A Academia Aparecidense de letras, também denominada Academia de Letras de Aparecida de Goiânia, em Assembléia Geral realizada ontem, 25/04/2009, em sua sede provisória no Colégio Claudio de Castro, Vila São Tomaz, neste município de Aparecida de Goiânia, aprovou a composição da Diretoria Executiva - Biênio 2009-2010. Os escritores José Donizete Fraga e Claudio de Castro, presidente e vice, respectivamente, encabeçam a chapa homologada. Parabéns.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

poema erótico


Esperta foi a abelha

Travestiu-se de operária

Para ver as inimidades da flor.


BASTOS, Almáquio. Abissal Absurdo. Ed. Bandeirante, Goiânia: 1990.