Quem sou eu

Minha foto
Aparecida de Goiânia, Goiás, Brazil
Escritor, poeta, membro da ACADEMIA APARECIDENSE DE LETRAS e UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES EM GOIÁS.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

O BEM ESTAR VEM DO HÁBITO



“De Médico e louco todo mundo tem um pouco”. Quando o assunto é saúde esse é um ditado popular que se ajusta à realidade da maioria das pessoas, inclusive eu. Saber o que se deve fazer para se ter o tão desejado “bem estar” é o lado de médico e não fazer é o lado da insanidade.
Nessa questão, definitivamente, não sou bom exemplo. Aos cinquenta anos e sedentário, minhas palavras ecoam no vazio, por isso não dou conselhos. Mas como divulgar saberes não é aconselhar, repasso o seguinte:
Prevenção. A palavra que fez a melhor parceria com a medicina nos últimos anos será a chave para ter saúde na próxima da década. As novas tecnologias de diagnóstico, desde que acompanhadas de mudanças de hábito, poderão salvar mis vidas que qualquer medicamento a ser descoberto. [...] Com prevenção, pode-se até não adicionar anos à vida, mas sim mais vida aos anos”, diz Haino Bumrmester, vice presidente da Associação Brsileira de Medicina Preventiva.
De acordo com um estudo feito no ano passado pelo Ministério da Saúde, a prevenção ainda não faz parte da vida do brasileiro. A maioria diz desconhecer a relação entre seus hábitos e as doenças mais comuns. Mesmo quem sabe dos riscos não costuma seguir o Manuel da vida saudável, com três instruções básicas: comer menos gordura e mais fibras, não fumar e praticar alguma atividade física. São as prevenções primárias, que por si sós reduzem significativamente o risco de desenvolver câncer e as doenças coronarianas – que vão continuar fazendo vítimas e massa na próxima década. [...] (Marta Mendonça, Época Especial, Nº 607, 04/01/2010 p. 46

Bem, como todo inicio de ano é época de propósitos, fica aqui registrado minha sincera intenção de escrever uma página diferente nesse assunto. Para o meu bem.

Um comentário: