Quem sou eu

Minha foto
Aparecida de Goiânia, Goiás, Brazil
Escritor, poeta, membro da ACADEMIA APARECIDENSE DE LETRAS e UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES EM GOIÁS.

terça-feira, 20 de junho de 2017

POMAR DE LOUCURAS


Meu sonho é sanha insana
Vontade indomável
Misto de mistério e magia
Linda visagem vestida de poesia


Em meu doce pomar de loucuras
Sou vinhateiro seduzido
Pela deusa da beleza
E, embriagado de desejo, sou abduzido


Nesse pomar de deliciosas obscenidades
Frutas e flores se confundem em beleza e sabor
Uvas, pêssegos, jabuticabas, tangerinas, cerejas
Gabirobas, açaí, aqui e acolá e até a maçã amor


Oh, lindo pomar de doçuras!
- Afrodite de meu desassossego -
Sua beleza com cheiro de cio
Me enlouquece


Se um dia no jardim Eva foi vilã
Ao ceder à sedução do amor
Minha luta também será vã
Se eu não resistir a tentação do sabor


Imagino-a vestida de nada
Caminhando alheia no meio do pomar
Cabelos ao vento, tez iluminada
E a beleza dos gomos maduros a me provocar


Sob uma parreira com cachos pejados
Detém-se a deusa distraída sem me perceber
Não sabe ela que imaginação de poeta tem poder
E pode transportá-lo a qualquer local imaginado


Oh, lindo pomar de loucuras!
- Musa de meu desassossego -
Sua beleza com cheiro de cio
Me enlouquece


Enquanto ela alheia, alheia
Vai colhendo tenros cachos de doçura
Eu, alhures, vou fotografando com meus olhos
Sua nudez iluminada de candura.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário